sábado, 3 de maio de 2014

Especialistas alertam para "crise" e escassez do chocolate em 2020




Especialistas da indústria do chocolate advertem: a delícia pode desaparecer das prateleiras por falta de cacau até 2020. Os poucos chocolates que sobrarem serão muito caros. As estimativas são da ICCO, Organização Internacional do Cacau.
O aumento de consumo no mercado chinês é um dos maiores indicativos de desiquilíbrio entre a demanda e produção, principalmente para produtores situados na África, que têm sido forçados a multiplicar o plantio. As consequências imediatas são o aumento de preço e a diminuição do uso do cacau na fabricação do produto é a tendência a médio prazo.
Umas das alternativas seria a utilização de frutas secas e outros ingredientes que permitam diminuir um pouco o déficit entre produção e abastecimento de matéria-prima.
As previsões dizem que em seis anos haverá um decréscimo de 150 mil toneladas na produção de cacau, a pior crise dos últimos 50 anos. Enquanto isso, ainda em função da demanda excessiva no mercado chinês, o preço do cacau sofreu a maior alta da história, alcançando US$ 3.031,00 por tonelada na bolsa de Nova York.
Para evitar a catástrofe, a ICCO anunciou planos para cultivo em países como Indonésia, onde a isenção de impostos de importação facilitaria a expansão da agricultura nestes mercados.


FONTE: HISTORY

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial