segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Ronaldo diz que Messi e CR7 não teriam tantas Bolas de Ouro em sua geração



 Rivaldo abriu um debate ao dizer que estaria na briga pela Bola de Ouro com Messi e Cristiano Ronaldo hoje em dia. Agora, Ronaldo reforçou as palavras de seu companheiro de ataque na seleção do penta em 2002. Em entrevista ao jornal alemão “Bild”, o Fenômeno afirmou que a geração que atravessou os anos 90 para os 2000 era muito mais forte que a atual, o que impediria tanta supremacia por parte dos craques atuais de Barcelona e Real Madrid.
- Na minha geração, a competição era muito maior do que hoje em dia, sem querer diminuir a importância de Messi e Cristiano Ronaldo. Eles ainda vão 
brigar pelo título de melhor jogador do mundo nos próximos anos, mas na 
minha época tínhamos Zidane, Rivaldo, Figo, eu e depois o Ronaldinho. 
Aquela foi uma geração na qual ser o melhor era muito mais difícil.
Melhor do mundo pela Fifa em 1996, 1997 e 2002, sendo Bola de Ouro 
pela France Football nos dois últimos anos, Ronaldo traçou um paralelo 
entre sua ida para a Inter em 1997 com a transferência de Neymar para o Barcelona em 2016. Em ambos os casos os brasileiros saíram de maneira surpreendente do Barcelona.
- Não sei o que esteve por trás dessa transferência (de Neymar para o PSG). Talvez tenha sido um problema com a presidência do Barcelona, assim 
como aconteceu comigo em 1997. Só que, na época da minha transferência
 para a Inter, a liga italiana era muito mais forte que a francesa atualmente.
O Fenômeno também falou de Copa do Mundo e bancou que o Brasil 
está forte de novo com a chegada de Tite. Apesar de achar que o novo 
técnico deu um certo padrão de jogo à Seleção, ele disse acreditar que 
o principal favorito é outro.
- A Alemanha é a líder do ranking da Fifa e é automaticamente a maior 
favorita. Depois aparecem Espanha e Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial